Portal do Governo Brasileiro
Circuito pneumático montado no simulador virtual de pneumática Simp, que será lançado na próxima semana.

O simulador virtual de pneumática desenvolvido no CTISM, o Simp, será lançado em evento na próxima quinta-feira (25). O lançamento do software ocorrerá no auditório do Estúdio SAB e será assistido por autoridades ligadas à educação no Rio Grande do Sul, em Santa Maria e na UFSM.

Para o evento, estão previstas falas dos mentores do Simp, os professores Sérgio Pavani e Paulo Roberto Colusso. Além deles, também é responsável pelo software o professor César Pozzer, do Departamento de Computação Aplicada do CT (Centro de Tecnologia) da UFSM. Os desenhos dos componentes pneumáticos foram feitos pelo designer Marcel Jacques, do Núcleo EaD.

A primeira versão do Simp, concluída em 2014, permite a montagem virtual de circuitos constituídos apenas pela chamada pneumática pura – ou seja, circuitos com componentes apenas pneumáticos, e nenhum de outra natureza, como componentes elétricos. A versão está disponível em todos os computadores do CTISM destinados ao uso por alunos.

Segundo Pavani, está em desenvolvimento uma nova versão do Simp, que permitirá a montagem de circuitos com componentes elétricos. Outras variações, como elementos hidráulicos e de comandos elétricos, serão disponibilizadas, no futuro, em módulos para serem agregados à versão básica do software. A conclusão do trabalho deve acontecer daqui a dez anos.

ECONOMIA

Estimativas feitas por Pavani colocam em R$ 5,5 milhões o custo para a implantação de um laboratório de pneumática para dez alunos. Enquanto isso, o Simp deve ter um custo total menor que R$ 1 milhão e alcance universal.

Entre os objetivos destacados pela equipe do aplicativo, estão “universalizar a tecnologia” e o “processo de ensino-aprendizagem em todas as Instituições” com cursos voltados à automação, “multiplicar recursos humanos” e “reduzir custos de aquisição e manutenção”.

Pavani considera, ainda, que as tradicionais bancadas utilizadas no ensino de pneumática são ineficientes para turmas de dez alunos, pois nem todos conseguem ver a bancada. O Simp, em contrapartida, permite que cada aluno visualize as aulas em projeções na parede, por exemplo.

 

por Rossano Villagrán Dias

revisão Nilza Mara Pereira

imagem Reprodução