Portal do Governo Brasileiro
Alunos de Eletrônica Industrial e professores na aula da graduação.

O curso superior de Tecnologia em Eletrônica Industrial teve sua aula inaugural na manhã desta terça-feira (14) no auditório do CTISM. O convidado especial do evento foi o presidente da Sobraep (Associação Brasileira de Eletrônica de Potência), Cassiano Rech, que é professor do CT (Centro de Tecnologia) da UFSM. O reitor Paulo Afonso Burmann também estava presente.

A aula inaugural foi aberta pelo coordenador do curso, Rafael Adaime Pinto, que também é diretor de Ensino substituto. Em seguida, falou o vice-diretor do CTISM, Marcelo Freitas da Silva. Rafael e Marcelo contaram a história da instalação do curso e reforçaram que, para eles, o trabalho em grupo foi decisivo para a criação da graduação.

A pró-reitora de Graduação, Martha Bohrer Adaime, fez uma fala após Marcelo. Em seguida, o reitor tomou a palavra e disse que espera que o curso de Eletrônica Industrial seja um “meio de consolidação do CTISM” como espaço de “formação básica, técnica e tecnológica”. Burmann qualificou o novo curso da escola como “inovador” e “arrojado”.

Cassiano Rech inicia sua palestra na aula inaugural do novo curso.

Após a fala de Burmann, Rech iniciou sua palestra em tom informal. O professor falou sobre o conceito de Eletrônica de Potência – área chave para a formação em Eletrônica Industrial. Ele comentou ainda sobre a Sobraep e convidou os alunos do curso para, no futuro, ingressarem na pós-graduação em Engenharia Elétrica do CT, da qual é coordenador.

MERCADO

O curso de Eletrônica Industrial iniciou suas aulas no dia 6 com 32 alunos. A graduação tem o objetivo de “formar profissionais que possam atuar desde a instalação até a manutenção e o projeto de novos equipamentos”, segundo Rafael. Os alunos formados poderão atuar em áreas como o mercado automobilístico, veículos de combate, automação industrial, laboratórios e centros de desenvolvimento e pesquisa e consultoria, assistência técnica e venda de equipamentos eletroeletrônicos.

 

por Rossano Villagrán Dias

fotos Marcos Cargnin/Estúdio EaD